Conteúdo

Descubra os Museus do Vaticano | História, destaques e muito mais

Os Museus do Vaticano, fundados pelo Papa Júlio II no século XVI, abrigam obras-primas de milênios, incluindo esculturas clássicas, arte renascentista e artefatos egípcios. A Capela Sistina, com os afrescos intrincados de Michelangelo, é um destaq...

Fundado em

1506

Fundado por

Pope Julius II

Ingressos para o VaticanoMuseus do Vaticano

Informações gerais

DURAÇÃO RECOMENDADA

5+ hours

Horários

Fechado hoje

VISITANTES POR ANO

5000000

NÚMERO DE ENTRADAS

2

TEMPO DE ESPERA PREVISTO - PADRÃO

2+ hours (horário de pico), 1-2 hours (fora do horário de pico)

TEMPO DE ESPERA PREVISTO - ENTRADA SEM FILA

0-30 mins (horário de pico), 0-30 mins (fora do horário de pico)

ANO DE INSCRIÇÃO NA UNESCO

1984

Planeje sua visita

Você sabia?

Das mais de 70 mil obras de arte da vasta coleção dos Museus do Vaticano, apenas cerca de 20 mil são exibidas ao público. As peças restantes estão escondidas, protegidas para preservação, ou não exibidas por restrições de espaço e pesquisa em andamento por especialistas, tornando-as um tesouro invisível da história da arte.

Para proteger os icônicos afrescos de Michelangelo dos 25 mil visitantes diários, a Capela Sistina possui um sistema de controle climático de última geração, instalado em 2014. Essa maravilha moderna substituiu o sistema dos anos 90, garantindo a preservação ideal contra umidade e poeira com o mínimo de ruído e perturbação do ar.

A Galeria de Mapas dos Museus do Vaticano, uma obra-prima com afrescos de 120 metros de comprimento, concluída em 1583, exibe 40 mapas detalhados da Itália feitos por Ignazio Danti. Esses mapas, excepcionais para a época, antecedem em séculos a cartografia moderna e apresentam notável precisão geográfica.

Mais informações

O que são os Museus do Vaticano?

Museus do Vaticano

Os Museus do Vaticano são um grupo de museus de arte e cristãos situados dentro dos muros da Cidade do Vaticano. Sua coleção consiste em mais de 70 mil pinturas e esculturas, exibidas com destaque em mais de 54 galerias.

Além de obras de arte, arqueologia e etno-antropologia, como múmias egípcias e bronzes etruscos, os Museus do Vaticano também contêm algumas das salas mais importantes do ponto de vista artístico, como os afrescos de Rafael e a Capela Sistina pintada por Michelangelo. Você também encontrará esculturas clássicas, tapeçarias e pinturas de grandes nomes da Renascença, como Rafael, Caravaggio, Michelangelo, Bernini e da Vinci. Eles também têm uma coleção de Arte Religiosa Moderna com obras de artistas como Carlo Carrà, Van Gogh, Gauguin, Salvador Dalí e Pablo Picasso.

Quem fundou os Museus do Vaticano?

O Papa Nicolau V iniciou a construção do Vaticano, fundou a Biblioteca do Vaticano e deu início à construção da Basílica de São Pedro, encomendando o arquiteto Bernardo Rossellino em 1447. Em 1471, Sisto IV encomendou a construção de uma nova capela, a Capela Sistina.

No entanto, os Museus da Cidade do Vaticano só nasceram no início do século XVI, quando o Papa Júlio II transferiu sua coleção para a Corte Octogonal. A origem dos museus remonta à compra do Laocoonte e Seus Filhos de um proprietário de vinhedos. A escultura, que representa o sacerdote troiano Laocoonte e seus dois filhos atacados por serpentes gigantes, foi colocada em exposição pública no Vaticano um mês após sua descoberta.

Em 1508, Júlio II encarregou Rafael de redecorar as Stanze, que desde então passaram a ser chamadas de salas de Rafael. Com o crescimento da coleção, novos edifícios foram construídos, como a Galeria de Mapas em 1580, a reorganização das salas dos Museus Sagrado e Profano e o Gabinete de Máscaras em 1740, e o Museu Gregoriano Etrusco em 1837.

Breve história dos Museus do Vaticano

museu vaticano
  • O Papa Júlio II comprou a escultura "Laocoonte e seus filhos" de um proprietário de vinhedos no século XVI.
  • Gregório XVI fundou o Museu Etrusco em 1837 e o Museu Egípcio em 1839.
  • Sob Pio IX, o Museu Pio Christian foi adicionado.
  • Em 1910, com São Pio X, foi criado o Lapidário Hebraico.
  • O Museu Gregoriano Profano, o Museu Pio Cristão e o Lapidário Hebraico foram transferidos do Palácio Lateranense para seu prédio atual no Vaticano em 1970.

A Missão dos Museus do Vaticano

Lanocoön e seus filhos, a primeira aquisição dos Museus do Vaticano, foi colocada em exposição pública um mês após sua descoberta em 1506. Durante os séculos seguintes, à medida que a coleção se expandia, os museus também o fizeram; tornando-o um dos mais importantes museus do mundo, hoje.

O lema dos Museus do Vaticano são:

Arte é evangelização

Enquanto a arte é um testemunho confiável da beleza da criação, para a Igreja ela é, mais importante ainda, uma "ferramenta de evangelização". A arte, seja na forma de música, arquitetura, escultura ou pintura, tem sido usada para demonstrar e transmitir a mensagem do cristianismo. Um exemplo disso é como o catecismo foi conduzido através de esculturas de pedra em catedrais medievais, pois as pessoas não sabiam ler. A beleza, segundo a Igreja, representa uma forma de encontrar Deus.

Museus abertos a todos

Com a intenção de usar a arte como um veículo para divulgar a palavra de Deus, os Museus do Vaticano foram projetados para ser "um lugar de beleza e de boas-vindas". É um espaço aberto não apenas a novas formas de arte, mas também a pessoas de todos os estilos de vida.

O que há dentro dos Museus do Vaticano

Escadaria Espiral do Museu do Vaticano

Escada em espiral

A Escada em Espiral nos Museus do Vaticano é inspirada na icônica escada de dupla hélice de Bramante no Museu Pio-Clementine. Também conhecida como Scala Elicoidale, a escada foi projetada pelo arquiteto italiano Giuseppe Momo em 1932. Como a original, a escada consiste em duas seções separadas que permitem que as pessoas subam e desçam sem se encontrar. O principal objetivo do projeto era permitir a passagem ininterrupta em cada direção.

Salas Raphael Museu do Vaticano

As Salas Rafael

As Salas de Rafael são um grupo de salas na parte pública do Palácio do Vaticano (parte dos Museus do Vaticano) e são famosas por seus afrescos pintados por Rafael, marcando o Alto Renascimento em Roma. Os espaços que compõem as Salas de Rafael são a Sala di Costantino ("Salão de Constantino"), a Stanza di Eliodoro ("Sala de Heliodoro"), a Stanza della Segnatura ("Sala da Assinatura") e a Stanza dell'Incendio del Borgo ("A Sala do Incêndio de Borgo").

Gregorian Etruscan Museum

Museu Gregoriano Etrusco

O Museu Gregoriano Etrusco foi fundado pelo Papa Gregório XVI em 1836 e consiste em oito galerias dedicadas a antiguidades e artefatos etruscos escavados em cidades importantes da antiga Etrúria. Os artefatos históricos no Museu Etrusco incluem vasos, bronzes, sarcófagos e a famosa coleção de Marqueses de Guglielmi di Vulci. O Museu Egípcio, ou Museu Egiziano, abriga uma grande coleção de artefatos do Antigo Egito - papiros, animais mumificados, a coleção Grassi e reproduções do Livro dos Mortos.

Capela sistina
Galeria de Mapas Museus do Vaticano

Galeria dos Mapas

A Galeria dos Mapas é uma galeria de 120 metros de comprimento nos Museus do Vaticano, coberta com mapas pintados da Itália baseados em desenhos do frade e geógrafo Ignazio Danti. Danti levou três anos para concluir os 40 painéis que compõem a Galeria dos Mapas. A Galeria dos Mapas segue sendo o maior estudo geográfico pictórico do mundo.

Salão dos Bustos Museu do Vaticano

Galeria de Estátuas e Salão de Bustos

Uma das 54 galerias do Museu Pio-Clementine nos Museus do Vaticano, a Galeria das Estátuas e o Salão de Bustos abriga inúmeras esculturas gregas e romanas. A galeria era originalmente coberta com afrescos representando paisagens e cidades, enquanto as imagens dos cupidos pintados por Pinturicchio ocupavam as lacunas da parede. A requintada galeria exibe obras como a Ariadne Adormecida, o busto de Menander e os candelabros Barberini.

Galeria Lapidiária

Galeria Lapidária

A Galeria Lapidária abriga a mais rica coleção de lapidários do Vaticano. Você encontrará esta galeria ao longo da parte sul do longo corredor que liga o Palácio do Vaticano com o Palácio Belvedere. A exposição foi curada por Gaetano Marini, o primeiro Custódio da Biblioteca Apostólica de 1800. A Galeria constitui uma biblioteca de pedra, contendo mais de 3400 páginas, escritas em lajes, bases, urnas, altares e sarcófagos, espalhadas por 48 paredes.

Sala Redonda Museus do Vaticano

Sala Redonda

A Sala Redonda foi construída no século XVIII, na forma do antigo Panteão. A Sala está revestida de estátuas e bustos colossais, enquanto o chão está decorado com padrões de mosaico intrincados.

Áreas Arqueológicas dos Museus do Vaticano

Necrópole do Vaticano
Museus do Vaticano Áreas Arqueológicas

Escavações de São João Latrão

Abaixo de São João de Latrão, uma catedral construída no século IV em homenagem a São João Batista e João Evangelista, você encontrará restos de antigas construções que existiam antes da construção da basílica. As casas que existiam nesta região durante a primeira era imperial foram demolidas em 193 d.C. quando Septimius Severus decidiu construir o novo quartel para os guarda-costas do imperador. Em 312 d.C., após a Batalha da Ponte Milvian, Constantino aboliu o quartel e mandou construir a basílica.

Vilas e Jardins do Vaticano

Jardins do Vaticano
Castel Gandolfo

Restauração e serviços científicos

1. Restauração, conservação, pesquisa

Os Museus do Vaticano possuem vários órgãos dedicados a restaurar e conservar as diversas obras de arte que os Museus abrigam. O Conservatório, por exemplo, desenvolve estratégias para diminuir o limiar de risco e melhorar a qualidade do patrimônio histórico-artístico e arqueológico sob os cuidados dos Museus do Vaticano. O Gabinete de Pesquisa Científica aplicada ao Patrimônio Cultural, por outro lado, realiza procedimentos de diagnóstico para determinar os processos de deterioração das obras e identifica materiais integrais e técnicas de produção.

Existem também laboratórios dedicados à conservação e restauração de todos os artefatos preservados nos Museus do Vaticano, com base nos materiais utilizados. Isto inclui o Laboratório de Restauração de Tapeçarias e Têxteis, Laboratório de Restauração de Pintura e Materiais de Madeira, Laboratório de Restauração de Materiais Etnológicos, Laboratório de Restauração de Materiais de Pedra, Laboratório de Restauração de Metais e Cerâmicas, Laboratório de Restauração de Mosaico e Laboratório de Restauração de Papel.

2. Serviços científicos

  • A Superintendência do Patrimônio Arquitetônico foi encarregada da responsabilidade da conservação dos edifícios dentro das muralhas do Vaticano desde 2008. O escritório teve um papel significativo na restauração da colunata da Praça de São Pedro, do claustro de São João de Latrão e da Igreja de São Tomás de Vilanova em Castel Gandolfo. Atualmente está envolvida nos trabalhos de restauração do Pátio do Pinhão Manso.
  • O Arquivo Histórico trabalha para preservar toda a documentação relativa às coleções dentro dos Museus, assim como as atividades da Instituição desde a segunda metade do século XVIII até o final do século XX. O Arquivo é acessível ao pessoal interno do Museu e, a candidatos externos que tenham sido aprovados pela Diretoria.
  • O Registro de Coleções e Catálogo Central é um escritório centralizado dedicado à compilação, manutenção e atualização das informações do catálogo relacionadas às obras dentro dos Museus do Vaticano. O serviço do Registro de Coleções não está aberto ao público.
  • Criada em 1938, a Biblioteca do Vaticano contém periódicos e textos que documentam as obras das coleções dos Museus do Vaticano. É o lar de cerca de 50.000 títulos. A biblioteca é reservada para a equipe dos Museus do Vaticano.
  • A Biblioteca Fotográfica trabalha para a conservação, proteção, valorização, promoção e estudo de um importante patrimônio fotográfico. A coleção inclui os arquivos relativos às coleções dos Museus, bem como fotografias de fotografias históricas retratando vistas, paisagens, a cidade e marcos históricos em Roma, bem como outras cidades italianas ou estrangeiras.

Catálogo virtual

Encontre informações sobre as obras de arte móveis em exposição nos Museus do Vaticano com a ajuda do catálogo online. Você pode encontrar dados sobre as obras encontradas no Museu Egípcio Gregoriano, parte do Museu Etrusco Gregoriano, Museu Pio Clementino, Galeria Lapidária, Nova Ala, parte do Museu Gregoriano Profano, Museu Pius-Cristão, Pinacoteca, partes do Museu Etnológico e do Pavilhão de Transporte, Museu Cristão, Coleção de Arte Contemporânea, Coleção de Tapeçarias, Palácio Apostólico de Castel Gandolfo e o Antiquário de Villa Barberini em Castel Gandolfo.

O Catálogo Virtual está disponível apenas em italiano, no momento, pois ainda está em fase de implementação.

Você também pode acessar os edifícios através de uma visita virtual aos Museus do Vaticano.

Museus do Vaticano: perguntas frequentes

O que são os Museus do Vaticano?

Os Museus do Vaticano são os museus públicos da Cidade do Vaticano. Fundados no século XVI, os Museus do Vaticano exibem obras que haviam sido acumuladas pela Igreja Católica e pelo Papado, tornando-o o museu que abriga algumas das mais importantes obras-primas da Renascença e esculturas romanas.

Eu preciso de ingressos para entrar nos Museus do Vaticano?

Sim, você precisa comprar ingressos para ter acesso aos Museus do Vaticano. Você pode comprar aqui os ingressos para os Museus Vatianos aqui.

Onde estão localizados os Museus do Vaticano em Roma?

Os Museus do Vaticano estão localizados dentro da Cidade do Vaticano, que está situada na margem oeste do Rio Tiber.

Por que os Museus do Vaticano são tão importantes?

Os Museus do Vaticano abrigam uma das maiores coleções de arte do mundo, ao longo dos séculos e do mundo, do Egito à Grécia e a Roma, da arte cristã e medieval inicial ao Renascimento à arte contemporânea.

Quem fundou os Museus do Vaticano?

O Papa Júlio II fundou os museus no início do século 16. Os Papas subsequentes foram acrescentados à coleção.

Quanto tempo leva para visitar o Museu do Vaticano?

Reserve um mínimo de 3 horas para visitar os Museus do Vaticano.

O que eu posso ver dentro dos Museus do Vaticano?

Há muito o que ver nos Museus do Vaticano. A obra-prima de Rafael Transfiguration, o Pátio Pinecone, a famosa escultura de Laocoön, A Sala Rotunda, O Salão das Tapeçarias, A Sala dos Mapas e A Capela Sistina são algumas das atrações obrigatórias dentro dos Museus do Vaticano.

Há visitas guiadas disponíveis para os Museus do Vaticano?

Sim, você pode fazer visitas guiadas aos Museus do Vaticano. Fazer uma visita guiada aos Museus do Vaticano pode ser de grande ajuda se você quiser saber mais sobre o que você vê nos museus.

Você pode visitar apenas a Capela Sistina?

É sua escolha como você deseja vivenciar os Museus do Vaticano. Os ingressos do Museu do Vaticano incluem o acesso à Capela Sistina. Você pode escolher passar todo seu tempo aqui, ou vaguear pelo resto dos museus uma vez terminado.

Vale a pena visitar os Museus do Vaticano?

A. cultura de Roma, assim como no mundo do cristianismo e da arte. Entusiastas da arte, da história e de viagens desfrutarão de uma visita aos Museus do Vaticano.

Os Museus do Vaticano são acessíveis em cadeira de rodas?

Sim, os Museus do Vaticano são acessíveis em cadeira de rodas. Eles são equipados com rampas, elevadores e elevadores de cadeira de rodas.

Saiba mais

vaticano sem filas

Vaticano sem filas

regras do vaticano

Regras e código de vestimenta no Vaticano

Biblioteca do Vaticano

Biblioteca do Vaticano